Addio Italia!

Quase um milhão de italianos emigraram para o Brasil entre 1880 e 1900. Entre eles, meu bisavô Lorenzo Luigi Gazzola. A grande maioria desses emigrantes eram camponeses e trabalhadores manuais que, assolados pela miséria, doenças e desemprego, lançavam-se na busca por uma vida melhor do outro lado do Atlântico.


Esse é o pano de fundo do romance “Addio Italia“, de Gianni Favarato. Pela história, é possível ter uma ideia das péssimas condições de vida que as famílias possuíam, o trabalho árduo nas terras dos fazendeiros para mal conseguirem se alimentar (a polenta era a “iguaria” das famílias pobres).


Uma possibilidade, então, se apresentava:


Deixar para trás o seu povoado e submeter a sua família a uma exaustiva e temerária viagem de navio, com o sonho de ter uma vida mais digna. Será que os riscos valiam à pena? Afinal, se tratava de uma viagem que durava de 20 a 30 dias, em condições precárias de higiene (muitos morriam no trajeto) e
rumo a uma terra distante e desconhecida, sem nenhum tipo de garantia de êxito. Muitos, inclusive, acabaram retornando à Itália ou reemigrando para outros países quando não encontraram as condições que esperavam.


Em todo caso, uma coisa tem que ser dita: esses emigrantes foram muito corajosos. Fizeram algo para mudar a situação em que se encontravam. Deram um passo de fé.


Quantos de nós não estamos satisfeitos em alguma área da nossa vida e, contudo, não fazemos absolutamente nada para mudar? Seja por medo do desconhecido ou pelo simples comodismo de permanecer em “terreno familiar”, nos acostumamos, por vezes, a viver uma vida medíocre e robotizada, lutando para apenas “sobreviver”.


A pergunta que fica é: até quando?


Já é hora de decidir tomar o navio da fé, propósito e atitude e se lançar a viver em “novas terras”. Entrar na nau do conhecimento e da sabedoria; embarcar numa vida de amor a Deus e ao próximo; tomar o barco da auto-responsabilidade, disciplina e confiança. Assim, será possível construir uma nova realidade de vida, cheia de alegria e satisfação.


‘Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.’” (Jr 29:11)

Addio Italia!

🖋Alexandre Gazola

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s