Um convite à comunhão

Amo esse momento mágico do dia, que conhecemos por “entardecer”, “pôr do sol”, ou, mais poeticamente, “ocaso”, “crepúsculo” ou “poente”.
.
Os americanos e ingleses o chamam de “sunset”; os espanhóis, “la puesta de sol”; para o os italianos, é “il tramonto”; e, para os franceses, “le coucher du soleil”.
.
Os fotógrafos o apelidaram de “hora dourada”, por ser o momento ideal para fazer as melhores fotos (junto com o nascer do sol).
.
Em Gênesis, tratava-se da “viração do dia”, que, para o povo judeu, marca o fim de um dia e o princípio do dia seguinte (“houve tarde e manhã”). Logo, uma oportunidade de recomeçar.
.
Não por acaso, temos evidências de que era justamente a hora em que Deus vinha ao Jardim do Éden ter comunhão com o homem.
.
Cada pintura diária na abóbada celestial é um presente do Supremo Artista para todos nós; e, sem dúvidas, continua sendo um convite à comunhão projetada desde o início para esse instante.
.
Portanto, independente do nome que você dê a esse momento, por que não fazer dele uma ocasião de conexão com o Criador? Ele continua falando… 🤗🌅
.
“Por meio de tudo que ele fez desde a criação do mundo, podem perceber claramente seus atributos invisíveis: seu poder eterno e sua natureza divina.” (Romanos 1:20 – NVT)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s